Filmes de Natal da Netflix


Amor, por uma mãe sozinha. Em uma noite de Natal fria, a família irlandesa vai a missa, e a menina fica preocupada com o Menino Jesus do presépio da igreja, sem roupas no frio do hemisfério norte. Logo, ela decide levar o bebê para casa, para aquecê-lo.

O conto de Frank McCourt, é adaptado com inocência e doçura. A interação da menina com o "Menino Jesus Imaginário", é curiosa e divertida. Enriquece a imaginação dos pequenos, e relembra os mais velhos de um tempo em que acreditávamos que tudo era possível.

Dreamworks e Pixar, mas funciona. O visual é bonito com cenários bem construídos, personagens carismáticos e uma fotografia que constrói a atmosfera da história. Ruth Negga e Brian Gleeson estão entre os dubladores.

Calendário de Natal, ou do feriado" (The Holiday Calendar), descreveria bem melhor este romance açucarado como um biscoito natalino. Não que a produção precise de grande explicações.

Emprego sem futuro. Um calendário mágico que recebeu de presente de seu avô, vai mudar sua rotina ao fornecer pequenas previsões para cada dia do mês de dezembro. Inclua aqui interesses amorosos, e novas perspectivas de carreira.

Mágica, boas lições e um final previsível. Um pouco mais arrastado que o necessário, Abby tem completa consciência de seus problemas, mas demora uma eternidade para fazer algo a respeito.

E caso o título não tenha entregue, é uma paródia que mistura o evento bíblico com a comédia Se Beber Não Case. Na manhã seguinte à ceia, os apóstolos acordam sem saber onde está Jesus. Assim como na comédia com Bradley Cooper, aos poucos eles unem os pedaços, do que aconteceu na noite anterior, regada à todo o vinho que o messias é capaz criar à partir da água.

Postar um comentário

0 Comentários