Filmes sobre videogames


Decidido a ser visto como a boa pessoa que é e passeia por todo o fliperama, e passa por jogos de diferentes estilos e épocas. Completamente inspirados nos jogos eletrônicos que jogamos no mundo real, é possível reconhecer as inspirações usadas nos personagens principais, caçar referências e participações especiais. Tudo isso, com a qualidade técnica e narrativa da Pixar.

E como todo bom game das antigas que se preze, vão ganhar uma atualização nostálgica e chegar à internet, expandindo estilos e referências ainda mais. E claro, a essa altura, já é possível encontrar versões jogáveis de alguns games que aparecem no filme, falta saber se são tão divertidos quanto a aventura da Disney.

Videogame, que não existe. Jumanji nasceu como um jogo de tabuleiro clássico, que levou Robin Williams e Kirsten Dunst para uma excelente aventuras em muitas Sessões da Tarde na década de 1990. O recente remake reformula a franquia, transmutando o jogo em um console com cara de Atari, que suga seus jogadores para a selva cheia de desafios que eles precisam superar para voltar para a casa.

Fãs do original (ok, talvez só por mim!), mas surpreendeu ao agredir a memória do filme de 1995, trazer toques de nostalgia e até críticas a clichês dos video-do mundo real.Com um elenco talentoso, é despretensioso, divertido e leve, sem ofender a inteligência do espectador.

Páginas (leia a crítica do livro aqui). Uma obra completamente antenada com o mundo dos games a cultura pop em geral, onde todos passam a maior parte de sua vida em uma realidade virtual, o Oasis (parecido com o Second Life, quem lembra?). Quando o criador deste paraíso morre, seu patrimônio fica disponível para o primeiro que vencer seu jogo, uma caçada ao tesouro. O jovem Wade Watts é um daqueles que tentam mudar de vida com a nova oportunidade, e tem que lidar não apenas com a concorrência de outros jogadores, mas com uma empresa que quer apenas lucrar com a plataforma.

Postar um comentário

0 Comentários