França quer proibir a Libra criptomoeda


Vontades do governo da França. O ministro da economia do país, Bruno Le Maire, disse em uma conferência nesta semana que pretende banir o uso do ativo digital no continente.

Seriam as preocupações envolvidas no lançamento do serviço, que pretende ser um dinheiro global de fácil acesso, com uma carteira digital que pode ser vinculada ao Messenger ou WhatsApp.

Fins ilícitos, como lavagem de dinheiro e financiamento de grupos terroristas. "Quero dizer isso com muita clareza: nessas condições, não podemos autorizar o desenvolvimento da Libra em solo europeu".

Francês pretende conversar com as autoridades do Banco Central Europeu para lançar uma "moeda digital pública". O novo ativo permitia que os países do continente tivessem o controle da plataforma, enquanto a Libra é gerenciada por empresas como Facebook, Uber e PayPal.

Libra Association, respondeu às declarações do ministro da França dizendo que está trabalhando para regularizar o serviço antes do lançamento, que está previsto para 2020.

Segura, transparente e focada no consumidor do projeto Libra", disse Dante Disparte, porta-voz da iniciativa. "Reconhecemos que o blockchain é uma tecnologia emergente e que os políticos devem considerar cuidadosamente como seus aplicativos se encaixam no sistema financeiro".

Que sofre desconfiança até mesmo nos Estados Unidos. Atualmente, a Libra está em processo de análise na Suiça, país que será sede da organização responsável pela criptomoeda.

Postar um comentário

0 Comentários