Galaxy S11 pode roubar


Câmera do Galaxy S11, que deve ser lançado no começo do ano que vem. A funcionalidade em questão é o Deep Fusion, que utiliza processamento extra para garantir imagens com menos ruídos e interferências.

Samsung, revelou que o S11 pode trazer uma resposta ao Deep Fusion, mas não deu detalhes sobre como a tecnologia vai funcionar no aparelho da sul-coreana.

São salvas antes de pressionar o botão de captura e mais uma foto de longa exposição. Em segundos, o processador A13 Bionic analisa os 24 milhões de pixels e monta o melhor resultado possível.

Mercado em aparelhos como o Google Pixel 3, mas o Deep Fusion é a primeira ferramenta a utilizar uma rede neural para montar a foto final, segundo a Apple. A imagema abaixo, mostrada pela empresa, exibe o resultado da técnica.

Também utilize uma Unidade de Processamento Neural (NPU) para processar fotos capturadas no modo especial. Os chips Exynos mais potentes da empresa atualmente já possuem um chip voltado para IA.

Considerando que a companhia é uma das líderes no segmento de câmeras e até já anunciou um sensor de 108 MP, pode ser que a firma esteja reservando algo especial para o Galaxy S11. O próprio Ice Universe, inclusive, já disse anteriormente que o modelo terá uma solução de captura de imagem tão potente que os fãs podem pular o Note 10.

Postar um comentário

0 Comentários