Supergirl 3 temporada


Ajustes, por causa da compra dos direitos da série pela CW. E a produção se saiu bem na tarefa de administrar as baixas e contratempos inevitáveis. Logo, era esperado que o terceiro ano trouxesse uma série mais ajustada com seu próprio universo.

Está na fossa, menos otimista e animada que de costume, mas sem comprometer a personalidade altruísta da garota de aço. Enquanto isso, conhecemos a nova funcionária de Lena (Katie McGrath), Sam (Odette Annable) uma mãe solteira trabalhadora, que está sob uma misteriosa ameaça kriptoniana que em breve atingirá a todos. Inclua aí a descoberta de que J'onn J'onzz (David Harewood) não é o último marciano verde, e mais tarde o retorno de Mon-El, diretamente no século XXIII e casado.

Suas perspectivas quanto a formar uma família divergem. O arco criado para irmã da Supergirl, foi uma solução apressada para a saída de Lima do programa, mas que funcionou muito bem com a personalidade e atitudes da personagens até então. Além de levantar a discussão sobre a decisão de adotar uma criança, e de conciliar um trabalho de alto risco com a maternidade. Ambos os assuntos devem ser melhor desenvolvidos no próximo ano.

Crime que as irmãs desvendaram juntas, ainda na adolescência. E a direção de elenco, acerta na escolha de Izabela Vidovic e Olívia Nikkanen, para viver as jovens Danvers. Além de parecidas com as intérpretes originais, as jovens atrizes são eficientes ao adotar os trejeitos e maneirismos de Kara e Alex, respectivamente. Uma pena apenas, é que este episódio inevitavelmente refresca a memória sobre o mistério entorno do desaparecimento do pai da dupla (Dean Cain), trama que parece ter sido abandonada pela série sem maiores explicações.

Planeta e ajustar as contas com o filho, e acabou se tornando parte da família do DOE. O mesmo não pode se dizer de James Olsen (Mehcad Brooks), o personagem perdeu completamente a função, mas o roteiro insiste em mantê-lo, criando tramas descartáveis, como sua carreira como Guardião e seu namoro com Lena. Já a irmã de Lex Luthor reforça sua presença na vida da Supergirl e de Kara, e começa a criar o esperado antagonismo em relação à heroína.

Postar um comentário

0 Comentários