CONFIRA

Defensores 1 temporada


Soou simplista demais e ousada de menos. Quem acompanhou o desenvolvimento das séries da parceria Marvel-Netflix deve ter ficado curioso em como seu desfecho colocaria juntos personagens tão distintos em personalidade e tom.

A trama principal desta série que une os quatro heróis urbanos da Marvel, foi construída ao longo das produções anteriores, e gira em torno do Tentáculo. Organização "do mal" apresentada na série do Demônio de Hell's Kitchen, que tem relação com a cidade mística onde Daniel Rand treinou, e cujas ações interferem nas investigações de Jessica e no cotidiano do amado bairro de Cage. E claro, ameaçam toda a cidade de Nova York.

Os dois primeiros episódios são exclusivamente dedicados à isso.Uma escolha no mínimo surpreendente para a produção, que para alguns pode parecer arrastada.O ritmo lento, porém, é acertado para encaixar tantos personagens na mesma história e evitar pontas soltas.

Existe uma ameaça, que embora não completamente compreendida, é grandiosa ao ponto de que os heróis deixem suas agendas de lado. É claro, eles não decidem trabalhar juntos de cara, mas as circunstâncias, aos poucos os deixam sem opção e vê-los discutir e tentar fugir das responsabilidades é parte da diversão. Uma pena o roteiro não ter falas mais inteligentes, e situações melhor elaboradas para extrair o máximo desdas relações.

União traz alguns benefícios principalmente para Luke (Mike Colter) e Dany (Finn Jones). O ex-presidiário deixa um pouco de lado a parte ranzinza de ser o herói do Harlem, e se diverte um pouco com suas habilidades. Já o Punho de Ferro Imortal - sim, ele continua se apresentando com toda essa pompa - está menos dramático embora ainda continue sendo o mais infantil do grupo. A dinâmica da dupla funciona e deixa portas abertas para aventuras dos Heróis de Aluguel, parceira dos dois nos quadrinhos.

A investigadora mal humorada tem as melhores tiradas para apontar os absurdos de uma série de super-heróis. Enquanto o advogado cego está relutante quanto a sua vocação, e depois é assobrado pelo seu passado. Passado em forma de Elektra (Elodie Yung), cujos trajes devem agradar os fãs.

Madame Gao (Wai Ching Ho) e Stick (Scott Glenn) trazem sua sábia ambiguidade de volta. Boa parte do elenco das quatro produções também retorna, todos com alguma função na trama ainda que pequena. Entre eles Claire (Rosario Dawson), Colleen (Jessica Henwick) e Misty Knight (Simone Missick) tem mais tempo em cena.

Postar um comentário

0 Comentários