CONFIRA

EUA não precisam mais de disquetes


Fossem compatíveis, esse aparelho à venda por R$ 79 teria capacidade de lançar mísseis nucleares MinuteMan III – pelo menos, até junho passado, quando o Sistema Estratégico de Comando e Controle Automatizado (SACCS, sigla em inglês) da Força Aérea dos EUA começou a ser substituído, juntamente com seus disquetes de 8 polegadas.

Soluções de armazenamento de dados, processadores de expansão de portas, terminais portáteis e terminais de desktop”, e isso inclui o SACCS, rodando em um computador IBM Series/1 da década de 1970.

Foi preservado na obsolescência como uma proteção contra hackers. "Não se pode invadir um sistema que não tem endereço IP. Ele é único e, por isso, muito bom para o que serve”, explica o tenente-coronel Jason Rossi.

Século, o software é constantemente atualizado por programadores da Força Aérea, que reescrevem o código tornando-o mais moderno para as equipes de lançamento de mísseis balísticos intercontinentais, entre outros usuários do sistema.

Padrão de 200 mm (8 polegadas) tem 237,25 kB de espaço de armazenamento, o suficiente para 15 segundos de áudio. Nos anos 90, foi substituído pelo de 3,5 polegadas e 1,44 MB de memória, padrão até 2003 quando o sistema foi abandonado.Hoje, disquetes são fabricados apenas para uso em equipamentos valiosos demais para serem abandonados.

Postar um comentário

0 Comentários