CONFIRA

Filme Kong A Ilha da Caveira


Planeta ainda intocadas pelo homem, uma ilha cercada por uma tempestade eterna. É claro, que os estatunidenses não pensariam duas vezes antes de tentar chegar primeiro nesta terra inexplorada. E que, caso, você tenha prestado atenção no título é lar de ninguém menos que o King Kong.

Filme que um blockbuster de aventura pela selva vai obrigatoriamente se decepcionar. Mas não se engane, isso não é uma coisa ruim. Kong: A Ilha da Caveira se assume como uma produção despretensiosa, que pretende divertir sem se levar muito à sério, e entrega exatamente o que promete.

No grupo, a equipe de cientistas de Bill Randa (John Goodman), os soldados recém-saídos do Vietnã comandados por Preston Packard (Samuel L. Jackson), o rastreador James Conrad (Tom Hiddleston) e a fotógrafa de guerra Mason Weaver (Brie Larson). É claro, nenhum deles faz ideia do que vão encontra e como bons estadunidenses orgulhosos chegam com o “pé na porta”.

Uma amostra do ego inflado da humanidade, seu pensamento bélico e a mania de subestimar o inimigo (o que teriam acabado de fazer com o Vietnã). Pensar isso mais tarde fica a cargo da rodinha de amigos após o filme.

Herói aventureiro, estilo Indiana Jones. Goodman arregala os olhos de seu cientista obcecado e imprudente. Enquanto Jackson abraça seu determinado veterano de guerra, que não consegue ver o diferente ou desconhecido como nada além de um inimigo a ser derrotado.

Conhecidos como Toby Kebbell (Ben-Hur), Corey Hawkins (24h: Legacy e The Walking Dead), Jason Mitchell (Straight Outta Compton - A História do N.W.A.), Thomas Mann (Dezesseis Luas) e Jing Tian (A Grande Muralha). Já o personagem de John C. Reilly é uma divertida surpresa, que rouba a cena.

Vista em tela não decepciona, com boas impressões e CGI impecável que se estende as outras criaturas gigantes da ilha. Sua primeira aparição, acontece em uma bem coordenada cena, que acerta ao imergir o expectador na ação estilo “não vi o que nos atingiu”, e justifica o ingresso em IMAX 3D.

Postar um comentário

0 Comentários