Filme Projeto Flórida


Serem sobreanos de seus reinos de fantasia. Para isso, basta ter amor e liberdade criativas envolvidos. Projeto Flórida trata com muita sensibilidade esta habilidade infantil, capaz de proteger os pequenos dos cenário nada fantasioso em que vivem.

Que vive com sua muito jovem e imatura mãe Halley (Bria Vinaite), em um motel de beira de estrada em Orlando, na Flórida. A família não é única a viver confinada em um quartinho de hotel. É através dos olhos da menina que vivenciamos o cotidiano destas pessoas que sobrevivem à margem da sociedade.

Gravidez indesejada. Incapaz de cuidar até de si mesma, a jovem comete muitos erros, e até alguns pequenos delitos, na tentativa de sustentar sua família. E apesar do contexto inapropriado em que cria a menina, a personagem, vivida com espontaneidade pela novata Vinaite, não deixa margem de dúvidas em relação ao seu amor pela filha.

Estes não o tratam com o devido respeito. Ele reconhece a situação limite em que estas pessoas vivem e ajuda como pode. Com as crianças esta relação de cuidado é ainda mais interessante, ao assumir o papel de chefe e protetor do "castelo", ele impõe respeito, mas nunca medo nos pequenos que não hesitam em aprontar. Sempre escalado para papéis exagerados, e dúbios, Dafoe não apenas surpreende ao dar vida há "um homem comum", mas também nos cativa ao ponto de querermos saber mais sobre sua história.

Moonee é desobediente e desbocada, uma daquelas pestinhas que você odiaria ter como vizinha. Vendo o mundo por seus olhos, no entanto, entendemos que ela é fruto de seu meio, e admiramos a forma como encara o mundo. Tudo isso só é possível pela escolha acertada de Brooklynn Prince para o papel. A atriz mirim é uma daquelas crianças que nos assustam por sua ciência do mundo ao seu redor. Em seus próprios termos, ela parece compreender, e transmitir a situação limite em que vive, sem preder a o olhar lúdico da infância no processo.

Postar um comentário

0 Comentários