CONFIRA

OLED x LCD x AMOLED


Suas peculiaridades e construções podem mudar não só a qualidade da imagem como também a duração de bateria? Leia o artigo e entenda quais as diferenças entre as telas de smartphones.

Nem todas elas são completamente diferentes, já que várias são somente tecnologias proprietárias de fabricantes que conta com aprimoramentos em certos aspectos. As variações são: LCD; IPS LCD; OLED; AMOLED e Retina.

Tecnologia mais básica. De forma sucinta, as telas LCD são compostas por substâncias que mudam sua estrutura molecular quando recebem diferentes correntes elétricas.

Impedir a passagem de luz e definir cores, ao mesmo tempo que existe um backlight constante iluminando a tela. A consequência dessa luz constante é a reprodução não muito fiel da cor preta, se assemelhando ao cinza.

Essa tecnologia, assim como a falta de precisão em boa parte das cores mais escuras.

Tipo diferente de display. O Thin Film Transistor (TFT) é o responsável por controlar a corrente que passa pela substância da tela, portanto, um transistor para cada pixel.

In-Plane Switching (IPS) chegou aos smartphones trazendo suas peculiaridades. Neste caso, a reprodução de cores é mais precisa, assim como contraste e brilho.

Compõem a tela LCD. Antes, a rudimentar tecnologia LCD não organizava os cristais presentes na tela e essa desorganização causava distorção da imagem em certos ângulos e desfavorecia a exibição de cores.

Ainda está presente e, com isso, o contraste ainda não é o melhor.O Moto G7, embora recente, ainda utiliza telas IPS LCD, assim como boa parte da linha G da Motorola.

Samsung usada na linha J, de 2016. Basicamente, o LCD PLS é uma evolução do LCD IPS e aprimora a qualidade de imagem e brilho.

Economia energética, o que ajuda na implementação dessas telas em smartphones de entrada. Os problemas,Tempo de resposta mais lento e ausência de Gorilla Glass, tornando-a muito frágil
obrigando a compra de uma película.

Postar um comentário

0 Comentários