CONFIRA

Ratos de laboratório aprendem


Live-action dos filmes de Stuart Little. Mas, na verdade, se trata de experimentos realizados por pesquisadores da Universidade de Richmond, nos EUA, que envolveram ensinar ratinhos de laboratório a dirigir minicarros para que suas habilidades cognitivas pudessem ser avaliadas. Assista ao pequeno motorista em ação:


Conduzir o estudo, os pesquisadores criaram um carrinho motorizado feito de plástico contendo piso de alumínio e barrinhas de cobre que, além de funcionarem como volante, ao serem tocadas pelas patinhas dos “motoristas”, acionavam um circuito elétrico para impulsionar o veículo.

Retangulares medindo 4 metros quadrados e treinaram os bichinhos para pressionar as barras de cobre para mover o carro para a frente e para ambos os lados. E como eles conseguiram essa proeza? Colocando comida no percurso e, pouco a pouco, posicionando os alimentos cada vez mais longe até que, basicamente, os roedores aprendessem a dirigir para coletá-los.

Carrinho, como usaram padrões e formas de manipular a direção jamais usadas antes para obter comida, provando que ratinhos são mais inteligentes do que muita gente imaginava e que eles têm habilidades adaptativas impressionantes. E se você ficou pensando no propósito da pesquisa, segundo Nathaniel Scharping, do Discover Magazine, ela pode dar origem a novos testes relacionados com doenças degenerativas e problemas psiquiátricos em humanos.

Postar um comentário

0 Comentários