CONFIRA

Xiaomi RedmiBook com CPU


RedmiBook. Desta vez, equipado com um processador Ryzen, da AMD, ao invés dos tradicionais Intel Core.

Custo-benefício da sua linha Ryzen. A fabricante tem ditado tendências em quantidade de núcleos, frequência e qualidade dos componentes, como o cooler, obrigando a Intel a mudar sua postura no mercado. A Xiaomi, reconhecendo esse potencial, dará uma chance à AMD em seus notebooks.

Apontam que o processador a ser escolhido será o Ryzen 5 3550H. Este CPU conta com 4 núcleos e 8 threads, frequência base de 2.1 GHz indo até 3.7 GHz. Ademais, é construído em 12 nm e o TDP é de 35 W.

Performance totalmente proveniente de hardware AMD, já que as fontes também apontam a presença da GPU Radeon Vega 8.

Notebooks terão um importante papel na adoção de Internet das Coisas (IoT) e que o próximo RedmiBook impactará o mercado pela sua alta performance.

21 de outubro (próxima segunda-feira). Aguardaremos ansiosamente para conferir o resultado da combinação entre a qualidade Xiaomi e a performance dos CPU Ryzen.

Postar um comentário

0 Comentários