CONFIRA

Filme Cinquenta Tons de Cinza


Cedo ou tarde alguém faria uma paródia de Cinquenta Tons de Cinza. Também não era difícil deduzir a presença de algum dos irmãos Wayans na produção. Mas como fazer piada de um filme que, apesar de sucesso de bilheteria, já é motivo de piada para muita gente? Baixando o nível, claro. E sim e possível baixá-lo!

Milionário que fica obcecado pela estudante Hannah (Kali Hawk) após a moça visitar seu escritório para uma entrevista. A paródia segue a risca o roteiro do filme que parodia, inclua aí cenários, figurinos e enquadramentos de câmera. A diferença fica por conta dos protagonistas serem negros, o que permite uma quantidade absurda de piadas preconceituosas e menções a ícones afrodescendentes.

Em um mundo onde referências são quase inevitáveis, é difícil não pensar em desperdício, quando um dos veículos que melhor pode aproveitá-las, a comédia, ignora o recurso. Ainda sim, não é desperdício maior que o próprio roteiro. Se a comédia muitas vezes nos ajuda apontar e pensar temas complexos. Há de se imaginar que um sucesso de bilheteria com tema polêmico poderia ser melhor aproveitado.

Samantha Schmütz e Robson Nunes. E a tradução até que se esforça para situar as piadas para o público nacional. Mas não dá para fazer muito com piadas que parecem criadas por adolescentes bobos de 13 anos.

Postar um comentário

0 Comentários