Trending

Objetos estranhos observados


Leva a repensar nossas antigas concepções da mecânica celeste. Entre as muitas excentricidades do céu noturno observadas pelos astrônomos ao longo dos séculos, há estranhas, muitas vezes nebulosas, luzes que aparecem em lugares onde não deveriam.

Esses objetos são separados das observações astronômicas mais convencionais, devido a seus movimentos peculiares e outros comportamentos atípicos.

Apesar de um número modesto de relatos que podem ser considerados genuinamente anômalos.

Júpiter e de suas luas. Nos esboços de suas observações, há um objeto além das luas conhecidas de Júpiter, como hoje reconhecidas. Esse objeto, embora incluído nos desenhos de Scheiner, parece ter desaparecido ao longo das observações em andamento do astrônomo.

Vez brilhante e parecido com uma estrela, assim como os outros satélites jovianos, mas entre 30 de março e as primeiras semanas de abril, o objeto começou a escurecer e acabou desaparecendo de vista. O objeto está ausente nos desenhos posteriores de Scheiner, aparentemente indicando que a misteriosa ‘lua’ joviana havia desaparecido.

Descreveu a visão de uma estrela redonda que produzia “fraca luz avermelhada” na área de Theta e Delta Leonis. O objeto também não era estacionário e, embora Huth o considerasse uma ‘estrela em movimento’, seu caminho indicava um movimento retrógrado em oposição ao de outras estrelas e objetos celestes. O objeto foi observado entre os primeiros seis dias de janeiro, cujo início viu a ‘estrela’ ser ligeiramente menor que as luas de Júpiter. No entanto, em 6 de janeiro, o estranho objetomdesapareceu e não foi mais visto, exceto por uma única observação no ano seguinte do astrônomo russo Cornelius Reissig.

Astrônomo italiano Niccolò Cacciatore observou uma estrela de oitava magnitude não identificada em sua estação de observação em Palermo. Ele observava a estrela 503 do catálogo de Mayer com um círculo de Ramsden (um antigo instrumento astronômico projetado pelo matemático Jesse Ramsden para medir as posições dos objetos astronômicos). Na primeira noite de observação, a nova estrela apareceu atrás da estrela 503, mas na noite seguinte pareceu precedê-la. Depois disso, a misteriosa ‘estrela’ nunca foi detectada novamente.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem