CONFIRA

Play Store deleta 49 adwares


Fingiam de softwares de câmera e até jogos, mas na verdade eram softwares maliciosos. Todos já foram removidos da Google Play, mas totalizaram mais de 3 milhões de downloads antes de serem apagados e,provavelmente, geraram muitas dores de cabeça para usuários.

Programas que têm como objetivo encher o seu dispositivo com propagandas não autorizadas e bastante invasivas, como banners e pop-ups que não são fechados facilmente. Eles ainda dificultam a própria desinstalação e conseguem esconder as práticas criminosas muito bem em seu próprio código, o que faz com que os apps sejam aprovados pela Google Play para integrar o catálogo da loja.

Maioria partindo de desenvolvedores chineses. Os apps trazem nomes chamativos e imagens que parecem livres de desconfianças, como "Photo Smoke Effect" ou "Flow Points: Puzzle Game".

Consequências,Uma das técnicas desses adwares é se disfarçar de um navegador com o ícone do Google Chrome, que surge repentinamente na tela inicial do seu Android. Entretanto, essa é uma versão carregada de propagandas, que ainda prejudica o uso de memória e a duração da bateria do aparelho.

Usuário precisa autorizar a criação de atalhos, os efeitos desses adwares são mais sentidos em celulares antigos. Além disso, os apps já foram removidos e a Google deve aprender a identificar os códigos escondidos de agora em diante.

Postar um comentário

0 Comentários