CONFIRA

Samsung pode dispensar sensor


Ultrassônico de impressões digitais da Qualcomm em seus próximos smartphones.Essa é a opinião do analista da Samsung Securities, Lee Jong-wook, em uma reportagem do The Korea Times.

Promoveu como um sistema conveniente, seguro e de extrema confiabilidade. No entanto, desde aquela época, o sistema já mostrava sinais de vulnerabilidades acima da média.

Pelo sensor ultrassônico mesmo sabendo que ele poderia apresentar falhas de segurança. O fato é que a empresa sentia necessidade de inovar neste segmento, e os Galaxy S10 e Note 10 foram os primeiros smartphones a trazer a tecnologia para o mercado.

Considerada grave pelo setor corporativo,é possível que tanto a Samsung quanto outras fabricantes de celulares optem por não adotar o sensor 3D.

Dispositivos têm sido cada vez mais usados em transações financeiras e na manutenção de informações sensíveis.

Galaxy S10 e Note 10 permitia que qualquer pessoa desbloqueasse a tela dos aparelhos bastando aplicar uma película de proteção qualquer, não certificada pela Samsung.

Erro, mas alguns bancos ao redor do mundo alertaram a população sobre o risco de segurança nesses celulares, o que pode ter prejudicado a reputação da Sammy nos setores financeiros e de segurança.

Sensores ópticos tradicionais, as empresas locais que fornecem esse tipo de componente podem ser beneficiadas.

Postar um comentário

0 Comentários