CONFIRA

Apple comprar setor de chips de radiofrequência


Setor inteiro de uma de suas próprias fornecedoras de componentes. Segundo o The Wall Street Journal, a empresa é a favorita para comprar o segmento de chips de radiofrequência da Broadcom.

Credit Suisse para encontrar potenciais compradores para a divisão de chips sem fio. Entre outros produtos e serviços, ela é responsável por criar filtros que melhoram o sinal de chamadas telefônicas em smartphones.

Quarto da receita da Broadcom em 2018 e o próprio setor que está à venda teve rendimentos de US$ 2,2 bilhões no atual ano fiscal. Entretanto, a empresa está disposta a diversificar os seus negócios a partir de 2020 e encontrou novos concorrentes, o que pode ter incentivado a venda. Vale lembrar que ela tentou uma aquisição forçada da Qualcomm no final de 2017, mas a negociação fracassou.

Especulações, mas o envolvimento da Maçã faz sentido de acordo com as atuais estrtégias da empresa. Afinal, nos últimos anos ela tem encerrado contratos com fornecedoras terceirizadas de componentes e fabricado várias peças internamente, tendo cada vez mais controle sobre todo o processo de manufatura de seus produtos.

Postar um comentário

0 Comentários