CONFIRA

Reconhecimento facial via DNA


Partir de material genético por meio de uma técnica chamada de fenotipagem de DNA.

Reconhecimento facial, e país com o maior número de câmeras de vigilância instaladas, estaria realizando a coleta de sangue, de maneira forçada, da população da região de Xinjiang, no extremo oeste do país. Xinjiang é uma área autônoma, formada pela minoria étnica uigur.


Como a cor da pele, dos olhos, ascendência, entre outras. Dessa forma, os pesquisadores conseguem reconstruir o rosto de determinada pessoa.

Genético pode informar sobre a predisposição à obesidade, mas, ao reconstruir um rosto, não podemos determinar se a pessoa era obesa ou magra, característica que modificaria a aparência de seu rosto.

Ajudar a solucionar crimes. No estado americano de Maryland, o rosto de uma mulher foi reconstruído com sucesso, a partir de seus restos mortais.

Postar um comentário

0 Comentários