Clique abaixo para manter o site online

O que o fim dos beatles pode te contar


Escrevi para o dossiê SUPER “Beatles Música por Música” que você pode ler completo aqui. O texto fala de como a canção “Let It Be” nasceu quase como uma experiência religiosa, quando Paul McCartney lidava com um dos piores momentos de sua vida, o fim iminente dos Beatles. Uma música que parece dizer: “calma, vai passar”. O texto vai assim:

Meados de 1968, o vício de Lennon em heroína só chegou a seu período mais extremo nas sessões do projeto Get Back. E o efeito prático da dependência química foi que, durante a produção do álbum Let It Be, John se portava como uma sombra – sua criatividade estava desligada.

Canção (nova) de Lennon no disco. “Across the Universe”, seu grande momento, tinha sido gravada um ano antes. “One After 909” era o resgate de uma música feita nos anos 1950. E todo o resto da sua contribuição foi de canções mal-acabadas e algumas vinhetas… A exceção mais vigorosa foi a parte “Everybody Had a Hard Year”, dentro da música “I’ve Got a Feeling”… de Paul.

Toda a responsabilidade nos ombros de McCartney. Ele já tinha sido o mentor de Sgt. Pepper’s, idealizou Magical Mystery Tour, foi o único engajado para que o projeto Get Back vingasse… Até na lendária apresentação no topo do prédio, Paul só faltou arrastar os outros três para o palco improvisado.

FONTE: Super Abril

Postar um comentário

0 Comentários