Caso Trindade novo documento da Marinha do Brasil


Mundo e a foto que o registrou rodou o planeta. Para conhece-lo em profundida e entender a sequência de fatos que viriam a tornar o fotógrafo Almiro Baraúna famoso em todos o planeta, por favor clique aqui. 

Trindade, nas costas do estado do Espírito Santo, o navio Almirante Saldanha, da Marinha Brasileira, levando a bordo, além de sua tripulação, uma equipe de caça submarina. A equipe tinha como um de seus integrantes Baraúna, que se transformaria no principal personagem do caso.

Marinha Brasileira participava ativamente das pesquisas, realizadas inclusive em Trindade. E, justamente durante essa viagem específica, a embarcação foi sobrevoada por um disco voador de aparência metálica, à grande velocidade.

Com avanços e paradas que desafiam até hoje qualquer explicação científica e mergulhou no mar a uma velocidade tão grande que poderia destruir qualquer embarcação. Baraúna fotografou o objeto e a história ganhou o mundo.

50 anos após o caso e 10 após sua morte, uma sobrinha do fotógrafo veio à público dizendo que as fotos eram falsas e que Baraúna havia fotografado duas colheres sobrepostas tendo a geladeira de sua casa como pano de fundo.

Rede Globo, gerou uma polêmica incrível, uma vez que não apenas os militares da Marinha, mas também outras testemunhas sempre confirmaram o caso como autêntico. Mesmo assim, tanto a sobrinha de Baraúna, quanto uma amiga da família insistiram que o fotógrafo havia fraudado as imagens.


FONTE: OVNI HOJE

Postar um comentário

0 Comentários