China está alerta para risco de confronto militar


Onda crescente de hostilidade após o surto de coronavírus que pode levar a um confronto com os Estados Unidos, segundo a agência de notícias Reuters.

Mês passado pelo Ministério da Segurança do Estado aos principais líderes de Pequim, incluindo o presidente Xi Jinping, concluiu que o sentimento global anti-China está em seu nível mais alto desde a repressão de 1989 na Praça da Paz Celestial, disseram fontes da agência.

Preparada no pior cenário possível para o confronto armado entre as duas potências globais, segundo pessoas familiarizadas com o conteúdo do relatório, que não quiseram ser identificadas, segundo a Reuters, dada a sensibilidade do assunto.

Contemporâneas da China (CICIR), um grupo de reflexão afiliado ao Ministério da Segurança do Estado, o principal órgão de inteligência da China.

Conexão Política, o presidente dos Estados Unidos assinou uma ordem executiva que visa proteger o sistema de distribuição elétrica americano de ameaças de inimigos americanos, incluindo medidas que impeçam que equipamentos fabricados por esses adversários sejam utilizados no sistema, numa clara menção às tecnologias chinesas.

Possivelmente ainda teremos muitas mais surpresas pela frente. A questão com a China está delicada não só com os Estados Unidos, mas também com muitos outros países do mundo pedindo satisfação e compensação pelos danos causados pela pandemia.

Decidiram, no meio de toda essa confusão, confirmar que os 3 vídeos de OVNIs que têm circulado pela Internet há um par de anos são mesmo oriundos das câmeras de seus aviadores. Parece ser um período um pouco complicado para tal admissão, mas pode muito bem ser parte de um jogo que poderá continuar ao decorrer do ano, revelando mais coisas ainda a respeito do fenômeno OVNI.

Postar um comentário

0 Comentários