Liga da coreia do sul diz ter testado 1.100 funcionários



Temporada 2020 da K-League, a primeira a voltar à ativa em meio à pandemia do novo coronavírus. E a organização afirmou que, para dar este passo, testou nada menos que 1.100 funcionários em seus 12 clubes, com nenhum resultado positivo.

Para que a liga tomasse a decisão de começar sua temporada, prevista inicialmente para fevereiro. Segundo o presidente da K-League, Kwon Oh-Gap, existia uma meta indica pelos médicos.

Começar, consultamos especialistas, e eles tiveram a mesma opinião de que poderíamos considerar começar a liga quando o número de pacientes estivesse abaixo de 30 por pelo menos duas semanas explicou Kwon.

Condição vista como fundamental para que o futebol volte a ser praticado em meio à pandemia e se tornou base dos protocolos de saúde ao redor do mundo. Tanto que a Bundesliga, que voltará à ativa na próxima semana, também submeteu 1.700 pessoas aos exames em suas duas primeiras divisões, assim como clubes espanhóis iniciaram rodadas de testes nesta semana. Até mesmo no Brasil - que ainda vive a pandemia com força - clubes começaram a examinar jogadores.

Consultar medidas tomadas para a retomada da Liga e disse ter compartilhado seu manual com alegria. Entre as medidas, estão as proibições de que os atletas cuspam, assim como orientações para que não conversem de forma próxima. Quem não respeitar as normas pode ser punido.

Utilizarem máscaras até momentos antes de entrarem em campo, quando poderão dispensar o equipamento para não atrapalhar o desempenho. Mas os técnicos serão obrigados a passar suas instruções com a proteção - o que pode causar incômodo em um primeiro momento.


FONTE: GLOBO ESPORTE

Postar um comentário

0 Comentários