Trending

Bale pede boicote às redes sociais após abusos e mensagens

 


O jogador do Tottenham e do País de Gales disse que se juntaria a um boicote para combater as mensagens tóxicas e de ódio em plataformas como Twitter, Instagram e Facebook.

Retirou das redes sociais por causa dos abusos, que aconteceram nesse final de semana com dois companheiros de Bale na seleção de Gales: Ben Cabango e Rabino Matondo sofreram injúrias após a vitória do país britânico sobre o México, em amistoso.

Afirma ter removido permanentemente as contas de onde as mensagens foram enviadas e está "comprometido em fazer mais".

Porque há tantas pessoas tóxicas tentando dizer coisas negativas e colocar você para baixo. É bom poder compartilhar o que fazemos e como fazemos as coisas, fotos de treinamentos e o que estamos gostando de fazer. Mas, olhando para esses comentários, às vezes é melhor ficar longe deles, compartilhar o que você deseja compartilhar e não ler muito os comentários porque há pessoas horríveis por aí – observou Bale.

Futebol inglês foram vítimas de ataques racistas e discriminatórios nas redes sociais, como Marcus Rashford, Axel Tuanzebe, Anthony Martial, do Manchester United, e Lauren James, da equipe feminina dos Red Devils. Romaine Sawyers, do West Bromwich, e Reece James, do Chelsea, irmão de Lauren James, também sofreram ofensas.

Claro que não foi desrespeitoso com o Tottenham na semana passada ao falar que desejava voltar ao Real Madrid.

Voltar para o Real Madrid, e foi isso que eu disse. Não acho que estava desrespeitando ninguém. O Madrid é o clube ao qual pertenço afirmou o jogador de 31 anos, que foi emprestado no início da atual temporada aos Spurs.



FONTE: GLOBO ESPORTE

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem