Demon Slayer anime recebe críticas

 


Anime que tem ganhado bastante destaque ao redor do mundo por unir fantasia e ação de uma forma eletrizante com cenas de tirar o fôlego. No entanto, desde o seu lançamento, em 2019, o anime tem sofrido críticas por um motivo bem peculiar: os brincos de Tanjiro, o protagonista de Demon Slayer.

Tona porque a Netflix comprou os direitos do anime para exibi-lo ao redor do mundo inteiro e os habitantes da Coréia do Sul, na Ásia, retomaram o debate. Mas por que um detalhe pequeno, como os brincos de Tanjiro, levantaria tanta confusão.

Protagonista trazem um estilo bem diferenciado e é exatamente por isso que a Coréia do Sul levantou críticas à produção.

Do país, o estilo dos brincos pode ser associado facilmente à bandeira imperial japonesa, que atuou durante a Segunda Guerra Mundial e deixou marcas em muitos países asiáticos devido aos atos violentos.

Anteriormente, mas tomou força em 2021 devido a exibição de Demon Slayer na Netflix. Com a entrada do anime no catálogo, os usuários perceberam que a plataforma de streaming não promoveu nenhuma censura aos brincos, mesmo depois de toda a discussão.

Plataformas também exibem Kimetsu no Yaiba, mas foi feita uma alteração leve, algo que a Netflix, unicamente, deixou passar.

Considerar que o formato e cores do brinco trazem lembranças de dor para quem conhece as marcas deixadas pelo império japonês. A Netflix ainda não se posicionou sobre algum tipo de alteração.



FONTE: TECMUNDO

Postar um comentário

0 Comentários