CONFIRA

Mudanças climáticas árvores estão crescendo menos

 


Florestas tropicais. O aumento da produção de madeira, sinal da mata em expansão, também está associado com a concentração de CO2 no ar e a umidade média da região.


Resultados de um estudo realizado por Deborah Clark, professora da Universidade de Missouri-St. Louis, e sua equipe na estação de pesquisa La Selva Biológica. Eles analisaram o comportamento da mata tropical na Costa Rica de 1997 a 2018, o mais longo estudo desse tipo já realizado.


Uma floresta tropical inteira está fazendo. É assustador", disse Clark em entrevista ao site da revista New Scientist. Com o avanço do aquecimento global, o futuro da vegetação do planeta preocupa os cientistas.


Noites ligeiramente mais quentes eram suficientes para inibir a produção de madeira das árvores, um indicativo de que as plantas cresciam menos.


Eram esperados. Cientistas sabem que a fotossíntese desacelera em temperaturas maiores que 28 ºC. Entretanto, isso nunca havia sido observado nessa escala.


Concentração de dióxido de carbono (CO2) não incrementava a produtividade da floresta como se pensava. As plantas dependem do CO2 em processos como a fotossíntese e a respiração, mas os resultados mostraram melhorias limitadas.


Gás do efeito estufa na atmosfera é determinado pela ação humana (queima de combustíveis fósseis, desmatamento) e por processos naturais como esses. As novas descobertas somam-se aos alertas das consequências das alterações climáticas.



Professor Iain Hartley, da Universidade de Exeter, no Reino Unido, analisou 9.000 amostras de solo coletadas em quase todo o planeta.


Concentração de carbono reduzia à medida que aumentava a temperatura da região. Ele descobriu ainda que regiões temperadas e polares estão três vezes mais suscetíveis a esse fenômeno.





FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ...........

Postar um comentário

0 Comentários