Trending

Pessoas que já tiveram covid-19

 


Voluntário que pode ajudar a salvar vidas, mas os estoques em vários hemobancos espalhados pelo Brasil estão baixos desde o início da pandemia: segundo o Ministério da Saúde, os registros caíram 10% em 2020, o que reduziu o estoque, mas não chegou a gerar desabastecimento.

Covid-19, é natural ter novas dúvidas sobre o assunto, o que pode afastar algumas pessoas que não sabem exatamente como proceder caso tenham se contaminado e já se recuperado da doença.

Enfermagem da Faculdade Anhanguera, Clarice da Conceição, não há impedimentos a longo prazo na doação de sangue por quem teve teste com resultado positivo ou apresentou sintomas da covid-19. Ainda assim, há algumas recomendações que são necessárias para garantir o bom andamento do processo.

Deve esperar 30 dias depois que todos os sintomas tiverem desaparecido para estar apto para a doação. Já quem teve contato com uma pessoa com o diagnóstico de covid precisa respeitas os 14 dias de quarentena, indicados para verificar o surgimento ou não de algum sinal de contágio.

Voluntários façam o teste da covid-19 antes da doação para garantir que está livre do vírus.

Doação de sangue continuam valendo: os interessados devem ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 kg e estar bem hidratado e alimentado no dia, sem consumo recente de comidas muito gordurosas ou álcool. Somente um documento com foto é exigido no momento do cadastro ou identificação.

Ministério da Saúde, a janela de intervalo entre a imunização e a doação depende da vacina aplicada: no caso da Coronavac, é preciso aguardar 48 horas, enquanto as vacinas AstraZeneca, Pfizer ou Janssen exigem um período de sete dias.



FONTE: TECMUNDO

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem