CONFIRA

Itamaraty negocia a retirada de brasileiros da África

 


Vem realizando consultas às companhias aéreas sobre a possibilidade de fretar uma aeronave para repatriar brasileiros retidos no continente africano, sobretudo na África do Sul. 


Brasileiro em Pretória é que cerca de 280 brasileiros estejam nessa situação naquele país, por conta da descoberta da variante Ômicron na região.


Viajantes vindos da África do Sul e de outras nações vizinhas, como Botsuana, Namíbia, Lesoto, Zimbábue, Essuatíni e Moçambique.


Quinta-feira (2), o governo brasileiro não havia fechado nenhum acordo.


Em operação no Brasil que possuem aeronaves com autonomia de voar direto para Johannesburgo e Cidade do Cabo sem escalas.


Boeing 777, capaz de cruzar o Atlântico sem escalas. A distância de São Paulo a Johannesburgo é de 7.450 km. Na Azul, o avião recomendado seria o Airbus A330. Ambas as aeronaves são configuradas para o transporte de mais de 320 passageiros.


Representante do Itamaraty explicou ao blog que as negociações com as companhias são demoradas.


Regularmente para o continente africano, as companhias precisam providenciar ações como a contratação de alimentação a bordo (catering), a contratação de serviços aeroportuários no exterior, o pagamento de taxas de sobrevoo para cada país incluído na rota e a escalação de várias equipes de tripulantes extras, uma vez que pilotos e comissários não deixariam a aeronave durante a(s) escala(s).







FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ...........

Postar um comentário

0 Comentários