CONFIRA

Notebooks gamer Intel e AMD ficarão mais caros

 


CEO da Razer, as fabricantes de notebooks gamer irão subir os preços de seus produtos em 2022. No caso da empresa, o aumento será refletido em laptops de nova geração, incluindo o Razer Blade.


Desdobrar o assunto no Twitter, o Videocardz revelou o motivo para a mudança de preço. O reajuste estaria ligado às novas arquiteturas de processadores AMD Zen3+, codinome "Rembrandt",  e Intel de 12a geração, Alder Lake-P.


Processadores Ryzen 6000 baseados na arquitetura Zen3+ e é natural que seu custo de fabricação seja mais elevado, considerando a evolução tecnológica e, também, a atual situação do mercado. Enquanto isso, os primeiros modelos de notebooks com CPUs Intel Alder Lake-P de 12a geração estão previstos para o começo de 2022, com resultados de benchmark impressionantes, mas também com custo de produção elevado.




Populares nos projetos de laptops, essa combinação já hoje resulta sem modelos que ultrapassam com facilidade os US$ 2.000.


Gamer como o Alienware M15 R6 e o Razer Blade 15 estão custando em torno de US$ 2.400,00, e a migração para a próxima geração de processadores irá introduzir tecnologias com salto de desempenho considerável, mas ainda mais caras.


Possivelmente AMD, são o suporte a memórias DDR5 e componentes PCI Express 5.0, e esses componentes além de mais caros por si só, elevam o custo de fabricação de todo o projeto.


Sendo de um segmento com preços elevados, os notebooks gamer já trazem a maioria de seus componentes embarcados.


Fabricação elevado, esse segmento está menos sujeito a atuação de cambistas que esgotam estoques de peças e as revendem a preços absurdos. Sendo assim, o que por muitos anos representou o principal ponto negativo da escolha entre um desktop e um laptop, hoje acaba pesando em favor dos novos setups móveis com boa longevidade e retenção de valor de revenda.





FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ...........

Postar um comentário

0 Comentários