Pantanal 17 milhões de animais morreram

 


Consumidos pelas chamas dos incêndios que devastaram o pantanal brasileiro em 2020. Agora especialistas conseguiram estimar que quase 17 milhões foram vítimas diretas do fogo.




Grupo de 30 cientistas e publicados na revista científica Scientific Reports, que pertence ao grupo Nature. A grande quantidade de vidas perdidas são um alerta para a ameaça que essa catástrofe representa para a biodiversidade do país.




Conhecido pelas suas regiões alagadas. Mas as secas do ano passados causaram queimadas que mudaram drasticamente a paisagem local.




Aumento da ocorrência de queimadas à ação humana. Segundo eles, o aquecimento global tem alterado a duração, a frequência e a intensidade dos períodos de seca em todo o planeta. Com a falta de chuvas, as matas ficam mais propícias a incêndios florestais.




Foram os mais atingidos, segundo a pesquisa. Ainda assim, chamou a atenção o grande número de répteis maiores, lagartos e grandes mamíferos como cervos, mortos pelo fogo.




No total foram estudados 39 mil quilômetros quadrados do pantanal brasileiro. Para cobrir toda essa área, foi feita a amostragem em diferentes pontos.




Isso permitiu, depois, estimar o número total de vertebrados mortos e a densidade das fatalidades, ou seja, regiões onde elas foram mais concentradas.



Segundo os cientistas. Ainda assim, podem estar subestimados, já que não incluem os casos de cadáveres escondidos (por exemplo, enterrados) e as mortes tardias.



Podem sair feridos com queimaduras graves, e não sobrevivem muito após o desastre. Além disso, o fogo altera a vegetação da região, fazendo muitos bichos morrerem de fome. Sendo assim, os 17 milhões foram apenas de mortes causadas diretamente pelas chamas.





FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ...........

Postar um comentário

0 Comentários