CONFIRA

Secretários decidem não exigir receituário

 


Vacinar crianças com idade entre 5 e 11 anos. A informação foi divulgada em uma carta de Natal publicada pelo Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde). No texto, assinado pelo presidente do órgão, Carlos Lula, o Conass lamenta a perda de vidas em razão da pandemia de Covid-19.




Nações já iniciaram a vacinação desse público de maneira segura. "Infelizmente há quem ache natural perder a vida de vocês, pequeninos, para o coronavírus. Mas com o Zé Gotinha já vencemos a poliomielite, o sarampo e mais de 20 doenças imunopreveníveis. Por isso, no lugar de dificultar, a gente procura facilitar a vacinação de todos os brasileirinhos", diz um trecho da carta.




E é esse recado que queremos dar no dia de hoje, véspera de Natal: quando iniciarmos a vacinação de nossas crianças, avisem aos papais e às mamães não será necessário nenhum documento de médico recomendando que tomem a vacina. A ciência vencerá. A fraternidade vencerá. A medicina vencerá e vocês estarão protegidos", completa o documento.




Vai contra as declarações do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que disse que o governo federal vai orientar a prescrição médica para aplicação das vacinas em crianças. A expectativa é que a campanha para o público infantil tenha início nos primeiros dias de janeiro.






FONTE: BRASIL ELPAIS,CONTEÚDO CRIADO POR BRASIL NOTICIAS ONLINE 1

Postar um comentário

0 Comentários