CONFIRA

Mulheres com mais autocompaixão

 


Cardiovasculares é menor para mulheres que praticam autocompaixão. A relação não pôde ser explicada por fatores demográficos, fatores de risco tradicionais ou sintomas depressivos.





Dados de quase 200 mulheres com idade entre 45 e 67 anos. Para avaliar o risco de doenças cardiovasculares, foi verificada a espessura da artéria carótida, vaso sanguíneo do pescoço que leva sangue e oxigênio ao cérebro.






Ultrassom, e seu espessamento é considerado preditor de doenças cardiovasculares. A diferença de espessura entre mulheres com mais e menos compaixão foi semelhante à diferença entre pessoas com e sem fatores de risco tradicionais, como obesidade e triglicerídeos elevados.





Cardiologia, doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no Brasil, muitas das quais poderiam ser evitadas ou adiadas com mudanças no estilo de vida, como prática de exercícios físicos e alimentação saudável.





Autocompaixão como possível área promissora para intervenção e promoção de saúde física e psicológica. Destaca-se sua importância para a mulher na meia-idade e na menopausa, que está especialmente vulnerável ao humor negativo e à rápida piora na saúde cardiovascular.





Frequentemente durante períodos de sofrimento. A definição é da pesquisadora Kristin Neff, referência na área, segundo a qual seriam três seus componentes básicos:




Ser gentil e compreensivo consigo mesma, sem críticas ou julgamentos excessivos....




Consciência de que dificuldades são uma experiência humana universal....




Quando há aceitação dos próprios pensamentos e sentimentos, sem julgá-los....








FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ..........

Postar um comentário

0 Comentários