Trending

Cotas do PIS têm R$ 23,5 bi para resgate

 


Contas bancárias deixou muita gente com esperança de receber uma grana extra, mas não é só esse dinheiro que pode ter ficado para trás e estar fazendo falta neste período de inflação e desemprego altos trata-se de valores que poderiam ser aplicados em investimentos que estão rendendo mais com o aumento expressivo da taxa Selic.






Janeiro deste ano 10,6 milhões de beneficiários das cotas do PIS/Pasep tinham disponíveis R$ 23,5 bilhões para saque. Como esse dinheiro é devido a pessoas que trabalharam de 1971 a 1988, parte dele está disponível para herdeiros de trabalhadores que tinham direito ao resgate e morreram sem fazê-lo.







Podem estar sendo ignoradas: contas inativas do FGTS, abono salarial, prêmios de loteria, restituições do Imposto de Renda e até milhas acumuladas são algumas das opções de renda que podem estar abandonadas.






Cadastrados no PIS (Programa de Integração Social) há pelo menos cinco anos ou trabalhadores de empresas públicas cadastrados no Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), também no mínimo há cinco anos, que atendam a todos os seguintes requisitos....






Assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988 e nunca resgatou o dinheiro depositado nesse fundo, que distribuía o saldo na forma de cotas proporcionais ao tempo de serviço e salário.






Deste ano estavam disponíveis para saque R$ 23,5 bilhões correspondentes a 10,6 milhões de beneficiários.






FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), mas ainda està à disposição para resgate. A consulta ao saldo dessas cotas pode ser feita pelo site e pelo aplicativo oficial do FGTS, pelo internet banking da Caixa ou nas agências do banco.




Cidadão ou também pelos herdeiros de titulares das contas falecidos. Para isso, é preciso apresentar documento com foto, certidão de óbito e declaração de dependentes (no caso de titular falecido).






Fazer compra em um estabelecimento, o consumidor pede que seu CPF seja informado na nota, e uma parte do ICMS é devolvido na forma de créditos que devem ser resgatados no prazo de até um ano. Os valores liberados e que não forem utilizados pelos consumidores retornam ao Tesouro do Estado. O valor mínimo para transferência é de R$ 0,99.







Conta-corrente ou poupança, basta utilizar o aplicativo (app) oficial da Nota Fiscal Paulista pelo tablet ou smartphone, digitar CPF/CNPJ e senha cadastrados e solicitar a opção desejada. Quem preferir pode utilizar a página na internet: portal.fazenda.sp.gov.br/servicos/nfp. Nas duas opções, os valores serão creditados na conta indicada em até 20 dias.









FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ..........


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem