Trending

Dicas do que não fazer diante de um vazamento

 


De fato, os dados são vitais para as organizações (assim como o sangue é para as pessoas): perdê-los, contaminá-los ou corrompê-los é crítico e, no pior dos cenários, pode apresentar ameaças de óbito.






Bons planos para situações de crise são medidas essenciais. Mas tudo isso é feito em momentos de paz. Quando surge a emergência, nem sempre sabemos como iremos reagir. É possível que soframos de paralisia ou que, afoitos, acabemos agindo de maneira a inflamar ainda mais o problema. Portanto, além de prevenir, é preciso saber como remediar ou, ao menos, como não agravar o quadro.







Surgir inocente como uma pequena pinta que aparece do nada e, em pouquíssimo tempo, se torna grande e revela um tumor maligno. É preciso que todos os colaboradores da organização estejam treinados para identificar o menor dos sinais e trazê-lo à tona, o quanto antes, aos responsáveis pela análise e tratamento.








Risco de deixá-lo passar. O mesmo racional se aplica às comunicações (a autoridades e pessoas envolvidas): perder o timing pode passar a impressão de que a organização não se importa com o ocorrido, quer escondê-lo ou, ainda, está tão perdida que não consegue reagir a tempo, o que pode afetar gravemente sua reputação.







Organização não tem compromisso com segurança, mas que foi surpreendida com a materialização de um dos muitos riscos inerentes à atividade empresarial. É preciso, sim, ter empatia para com tais organizações.






Ao incidente podem acabar se esquecendo de seguir os procedimentos previstos nas políticas internas. Ora, se a organização determinou previamente uma forma de agir, não faz sentido que não a tente aplicar quando a hora chega.







Necessidade de simular situações de crise e aprimorar continuamente tais procedimentos). De todo modo, por menos úteis que possam ser, contrariá-los ou deixá-los de lado pode representar um problema dentro de outro problema: uma dupla falta, difícil de justificar.






Contudo, isso não é desculpa para esconder o que está acontecendo de quem merece saber.






Silencia e priva de informações os envolvidos ou, ao informar, age com frieza e em nítida proteção exclusiva dos interesses próprios. Não é vergonha passar por essa situação, que infelizmente tornou-se corriqueira na sociedade atual.










FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ..........

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem