Trending

Fiocruz aponta queda nos casos de síndrome respiratória grave

 


Mostra uma alta tendência de queda de casos de SRAG (síndrome respiratória aguda grave), associados à Covid-19, a longo e curto prazos. Mas os pesquisadores advertem sobre o número ainda elevado de infecções nas pessoas de 0 a 11 anos. 






Sivep-Gripe (Sistema de Informação de Vigilância de Gripe) da semana de 6 a 12 de fevereiro, é possível constatar que o número de crianças com Covid no começo de 2022 é maior do que o registrado no fim do ano passado. 








Motivo é a combinação da epidemia de gripe com a retomada de crescimento da Covid-19. Com isso, registros de SRAG do início deste ano são maiores que os do mesmo período de 2021. 







Distrito Federal, apenas nove estados apresentam sinais de crescimento de novos casos a longo prazo (últimas seis semanas) e 15 apresentam sinais de queda na tendência de longo prazo e estabilidade ou queda em curto prazo (últimas três semanas). 







Ressalta que todas as 27 capitais ainda apresentam indicadores de transmissão comunitária de SRAG altos ou superiores. Isso significa que em nenhum local é possível dizer que a pandemia está controlada. 










FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ..........

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem