Maior cometa já visto tem 137 km é foi descoberto

 


Pedro Bernardinelli descobriu, em conjunto com o astrônomo norte-americano Gary Bernstein, um cometa gigante nas profundezas do sistema solar, que pode ser o maior corpo gelado do tipo já descoberto até hoje.







Analisado por uma equipe de pesquisadores do observatório de Paris e do Instituto de Astrofísica da Andaluzia-CSIC, que calculou o seu tamanho, usando dados do Atacama Large Millimiter Array (ALMA), que estuda o comprimento das ondas de luz refletidas pelo corpo celeste. Os cálculos indicaram uma extensão de cerca de 137 quilômetros de diâmetro, quase um planeta menor, como Plutão.







Aceito para publicação na revista científica Astronomy & Astrophysics Letters no dia 1º de fevereiro deste ano. Quando foi descoberto, o cometa estava além da órbita de Urano. O brilho indicava ser um objeto extenso, cuja origem era uma nuvem de corpos gelados fora do nosso sistema solar, conhecida como Nuvem de Oort.






Maioria dos cometas. Para o primeiro autor do estudo, Emmanuel Lellouch do Observatório de Paris, trata-se de uma "descoberta notável", que fará sua maior aproximação do Sol em 2031, a dez vezes a distância Terra-Sol.






Cometa, cerca de 5%, faz com que sua refletividade, também chamada de albedo, seja igual a dos demais cometas do nosso sistema solar. “Não há tendência de que cometas maiores sejam intrinsecamente mais brilhantes”, conclui Lellouch.









FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ..........
Reactions

Postar um comentário

0 Comentários