Trending

Quem ganhou BDR do Nubank precisa declarar

 


Ações para seus clientes, por meio do programa NuSócios. Agora, com o início do prazo para a entrega do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2022 na segunda-feira (7), muitos dos novos investidores estão em dúvida se precisam declará-los ou não.






Ganhou um “pedacinho do Nubank” não precisa incluir o Brazilian Depositary Receipts (BDR) na declaração do IRPF 2022 ano-base 2021. E a explicação é simples: o certificado ofertado gratuitamente ficará bloqueado durante 12 meses, não tendo sido movimentado em 2021.








Da estreia do banco digital na Bolsa, o proprietário do BDR do Nubank sem custo poderá decidir o que fazer com o “presente”. O cliente deverá escolher entre permanecer com o papel ou negociá-lo na Bolsa brasileira (B3), recebendo o valor referente a ele, descontados os eventuais tributos e taxas.






Fintech poderá ter que ser feita posteriormente, conforme a decisão tomada pelo acionista. Se o cliente escolher receber o valor da venda do pedacinho após os 12 meses, por exemplo, também não precisará declará-lo no Imposto de Renda 2023 ano-base 2022, conforme explicou o Nubank.






Referentes apenas às pessoas que ganharam um BDR do Nubank por meio do programa NuSócios, sem gastar nada. Já as orientações para quem comprou BDRs e ações do banco digital são diferentes.








FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ..........

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem