CONFIRA

Colômbia é apoiador do bitcoin

 Colômbia apoia o bitcoin

Antes de chegar ao poder, ele havia falado publicamente até sobre a mineração da moeda digital, que pode causar profundas mudanças no país que assumiu o mais alto cargo do executivo.


Bitcoin e criptomoedas tem chamado atenção de todo o mundo, principalmente após em 2021 o país de El Salvador legalizar a tecnologia pela primeira vez.


Movimento poderia ser seguido por outros governos da região, o que ainda não aconteceu. No Paraguai, por exemplo, a mineração de criptomoedas foi aprovada no Congresso Nacional local, que abre espaço para que empresas do setor busquem o país.


Na última semana os preços em corretoras cresceram exponencialmente, mesmo com a queda do mercado. O Brasil segue como o país de maior volume de negociações no setor, que também tem o México como protagonista da região.


Espaço para a tecnologia nos últimos anos e ter um novo presidente que apoia o assunto pode mudar tudo.


Conselheiro direto do mandatário chegou a declarar que o bitcoin era uma ideia brilhante. Contudo, ao final do mandato, pouco mudou para que o mercado local florescesse ao ponto de chamar atenção mundial.



Local uma discussão de um projeto de lei para regular o setor, que pode avançar nos próximos anos.



Final de semana elegeram um novo presidente, que teve como vencedor Gustavo Petro. Considerado uma pessoa de esquerda, ex-senador e ex-guerrilheiro pelo M-19, ele teve a maioria dos votos em uma eleição no país onde votar não é uma obrigação.


Com esse destaque, muitos buscaram saber a opinião dele sobre o Bitcoin, que está em alta no país e em toda a região. Pelo Twitter, ele já havia compartilhado sua visão sobre o assunto, inclusive com visões polêmicas.




FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE O NOSSO SITE COMPARTILHANDO NOSSOS CONTEÚDOS .....

Postar um comentário

0 Comentários