Google Cloud calcula 100 trilhões de dígitos

 

Famosa constante matemática definida por meio da relação entre o perímetro de uma circunferência e o seu diâmetro. A façanha foi anunciada pela companhia de Mountain View na quarta-feira (8).



Sistema de computação na nuvem conseguiu calcular 100 trilhões de dígitos do Pi, superando o recorde anterior que era de 62,8 trilhões de casas decimais, registrado no ano passado por pesquisadores suíços. Esta foi a segunda vez que a empresa se aventurou nesta tarefa.




Dígitos do número Pi, a maior marca alcançada por ela até então. Com o resultado mais recente, foi possível triplicar a capacidade de casas decimais calculadas em apenas três anos, graças à tecnologia Compute Engine, que utiliza máquinas com largura de banda de saída de 100 Gbps.



Fazendo com que sua representação decimal nunca termine. Matemáticos tentam aumentar a precisão há milhares de anos, conta que ganhou mais de 37 trilhões de dígitos no trabalho da computação na nuvem da Google.



Intel Xeon de 128 vCPUs e 864 GB de memória RAM para o cálculo dos 100 trilhões de dígitos do Pi no Google Cloud. O equipamento tem 663 TB de armazenamento, dos quais 515 TB foram utilizados durante o processo.



Começou no dia 14 de outubro de 2021 e só foi finalizada em 21 de março deste ano, gastando um total de 157 dias, 23 horas, 31 minutos e 7,651 segundos. Ao final, foram gerados 82 petabytes de dados lidos e gravados pelo dispositivo.




FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA ......

Postar um comentário

0 Comentários