Prefeitura de São Paulo defende aumento do valor da multa

 


Vai pedir à Justiça aumento do valor da multa aplicada ao sindicato pela paralisação de ônibus que ocorre na cidade. A greve de motoristas e cobradores já afeta mais de 1,3 milhão de usuários do transporte público. Do total de 1.200 linhas, 713 estão paradas e 487 em operação.




Estamos lidando com pessoas que descumprem decisões judiciais, e isso é muito ruim", disse Nunes sobre a greve. "Um acordo tem que acontecer nas próximas horas", afirmou ele, ressaltando que a prefeitura não participa das negociações que ocorrem entre o sindicato dos motoristas e o sindicato das empresas que operam as linhas de ônibus. 





Decisão liminar para a manutenção de 80% da frota em operação nos horários de pico e 60% nos demais horários. Em caso de descumprimento, a pena de multa diária é de R$ 50 mil.




Garante o funcionamento de 80% da frota nos horários de pico e 60% fora desses horários.




Capital paulista até que a situação do transporte público seja normalizada, o que permite que veículos de passeio com placas de final 3 ou 4 circulem livremente.





Sistema estrutural, que são as linhas nas principais vias, 100% parado e o sistema local, que faz a ligação entre os bairros, funcionando", disse Nunes. 





Descumprimento da decisão judicial já que o transporte público é uma atividade fundamental para as pessoas se locomoverem, é um serviço essencial, e está havendo um descumprimento da decisão judicial.







FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE NOSSO SITE COMPARTILHANDO CONTEÚDO NOSSO GALERA .....

Postar um comentário

0 Comentários