Advogados do Twitter chamam decisão

 

Empresa reagiu rapidamente ao anúncio, enviando, no domingo (10), uma carta endereçada à equipe jurídica do bilionário, com cópia para a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), contestando as alegações do empresário.

Correspondência afirma que Musk não poderia ter desistido do negócio de US$ 44 bilhões, garantindo que foi ele e sua equipe que "conscientemente, intencionalmente, propositadamente e materialmente" violaram os termos do acordo.

Wachtell, William Savitt, registrou na carta que a "suposta rescisão é inválida e injusta, e constitui um repúdio às suas obrigações sob o acordo". A correspondência cita três cláusulas do contrato que impedem que Musk recuse a compra, e foram, portanto, violadas de acordo com o Twitter.

A segunda refere-se à permissão que o bilionário teria para tuitar sobre a fusão , contanto que tais tweets não depreciem a empresa ou qualquer de seus representantes".

Musk tuitou um meme dele próprio zombando do fato de o Twitter ter que compartilhar informações sobre bots no tribunal. Quanto ao terceiro item supostamente descumprido pelo comprador está o dever de ajudar a aumentar a captação dos recursos de US$ 44 bilhões (R$ 238 bilhões) para saldar o acordo.

Escritório Wachtell, Lipton, Rosen & Katz para entrar com uma ação contra Musk no Tribunal de Chancelaria de Delaware nos próximos dias.



FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE O NOSSO SITE COMPARTILHANDO NOSSOS CONTEÚDOS .....
Reactions

Postar um comentário

0 Comentários