Apple deixa de anunciar no Twitter e recebe ataques

  

Bilionário da Tesla criticou a Apple, que teria reduzido a quantidade de anúncios no Twitter. O empresário ainda sugere que a companhia da maçã "não apoia a liberdade de expressão".

 

Eles odeiam a liberdade de expressão na América?", comentou Elon Musk. "O que está acontecendo, Tim Cook?", questionou o bilionário, mencionando o CEO da Apple na rede social.

 

App Store, mas não revelou o motivo para isso. Em outras postagens, no entanto, ele sugere que o problema estaria ligado com solicitações de moderação.
Guerra contra a Apple


Elon Musk também comentou sobre a taxa de 30% cobrada pela Apple na loja App Store, compartilhando até um vídeo de Fortnite lançado no início do processo da Epic Games contra a maçã, em 2020. Em seguida, Musk compartilhou publicações relacionando ações da Apple à censura e dando a entender que está pronto para "ir para a guerra" contra a companhia.

 

Saída da empresa da lista de anunciantes do Twitter não seria uma surpresa, visto que diversas marcas pararam de investir em propaganda na rede social.
Fãs apoiam "Tesla Phone.



Dias após Elon Musk comentar que poderia lançar um celular próprio caso não conseguisse cooperar com a Apple e o Google. O assunto foi trazido novamente por fãs do bilionário, que aguardam ansiosamente o lançamento de um "Tesla Phone.


Celular. Acabe com eles. O povo vai te dar suporte", publicou o usuário Collin Rugg. "Está na hora do Tesla Phone", tweetou o youtuber David Mitchell Jr, com uma imagem de conceito de smartphone da Tesla.


Smartphone caso a situação com Apple e Google se torne inviável, alguns seguidores parecem bem animados com a ideia. No passado, no entanto, o bilionário se mostrava contra a ideia, dizendo que smartphones são tecnologia do passado, enquanto a Neuralink é o futuro.


FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE O NOSSO SITE COMPARTILHANDO NOSSOS CONTEÚDOS .....

Reactions

Postar um comentário

0 Comentários