Não houve fraude na urna engenheiros do ITA repudiam

  

Repudia a metodologia, profundidade e qualidade técnica do relatório do Partido Liberal (PL) que questiona a segurança das urnas eletrônicas.

Logs Inválidos das Urnas Eletrônicas", divulgado no dia 15 de novembro pelo PL, partido do atual presidente Jair Bolsonaro, pede a anulação do resultado das eleições no segundo turno de 2022 devido ao "mau funcionamento" dos equipamentos.

Não possui nenhuma validação metodológica ou revisão do ITA para garantir o rigor científico esperado da instituição". Os profissionais defendem ainda que a correlação não implica casualidade e que o relatório não apresenta nenhuma "evidência de causalidade entre a versão das urnas e características de seus resultados". 

Hora de liberação do eleitor e o momento do voto, mas não sua identidade. O log é um documento público que pode ser auditado.

Logs foram disponibilizados corretamente e que são identificados pela localização (combinação de município, zona e seção), não há indícios suficientes para apontar irregularidades nos registros ou não há impedimentos de análises. Adicionalmente, o relatório não explora como uma possível falha no código identificador logado teria qualquer influência sobre votos computados antes de sugerir uma intervenção no processo eleitoral".

Que "o relatório é superficial, limitado e não segue boas práticas de análises técnicas e científicas como criação e teste de hipóteses, além de não utilizar dados relativos à localização das urnas.

Carta foi divulgada para reforçar que os autores do documento do PL "não representam os engenheiros formados na instituição, tampouco representam a instituição em si.

 

FONTE: DIA BRASIL NEWS, AJUDE O NOSSO SITE COMPARTILHANDO NOSSOS CONTEÚDOS .....

Reactions

Postar um comentário

0 Comentários